segunda-feira, 11 de abril de 2011

A cidade do vôlei!

       Não quero que ninguém se sinta ofendido pelo comentário, eu sei que existem várias cidades no nosso Brasil que tem o vôlei como exemplo de trabalho bem feito. Mas quero deixar claro que Três de Maio no RS já foi uma potência. De lá sairam 3 campeões Mundiais de vôlei.
       Digo isso pelo seguinte: essa cidadezinha no interior do RS, perto uns 40km da fronteira com a Argentina, formou nos anos 90 bons jogadores de vôlei. A população na cidade gira em torno de 23 mil habitantes. São dois colégios particulares e mais um colégio estadual com características de trabalhar com vôlei. Em 2 deles o professor e técnico durante muito tempo (uns 35 anos)  foi meu pai, conhecido por todos lá como "véio Egon". Quem sabe por isso, ou pelo exemplo dele, segui essa carreira.
       Para comprovar a minha teoria de cidade do vôlei apresento aqui os fatos.
       O primeiro jogador a conquistar esse feito foi Rafael Soder. Junto com a seleção infanto-juvenil do Brasil foi Campeão Mundial em Porto Rico, sendo escolhido melhor levantador. Soder mora hoje em Chapecó com a família. Formado em Enfermagem com mestrado na área da saúde.
         Depois dele surgiu André Lukianetz, ponteiro passador, não teve participação em campeonatos pela seleção. Joga hoje pelo time da MEDLEY em Campinas. Depois de jogar durante 5 anos em Portugal, Itália e Alemanha foi uma das surpresas da nossa última SUPERLIGA.
         Nos últimos anos Willian Refatti mais uma vez colocou nossa cidade no mapa do vôlei. Ele jogou a última SUPERLIGA pelo time da SKY. Willian foi campeão Mundial Juvenil no Marrocos em 2007. O ponteiro foi um dos líderes dessa geração.
         O terceiro campeão mundial fui eu. Não como jogador, mas como Assistente Técnico do Brasil em 2009 na Índia.
         E agora o motivo do texto: sabe quem é a nova promessa de lá? NINGUËM. Sabe o que é feito pelo vôlei em Três de Maio depois de tudo isso? NADA. Não existe mais competição municipal, são poucas na região e nenhum time participa de competições da FGV. Lamentável.
          Está acontecendo uma campanha pelo vôlei gaúcho extremamente justa e oportuna. Tenho convicção que não é tarde demais. São muitos jogadores formados por esse estado. O foco no alto nível é necessário, lógico. Mas o meu recado é que não esqueçam das pequenas cidades, do vôlei escolar e amador, pois muitas vezes foi de lá que saíram os grandes campeões.

18 comentários:

  1. Grande Marcel, vulgo (Qejo) do tempos de vôlei na longínqua Três de Maio...
    Lamentável mesmo não termos mais campeonatos municipais, amistosos contra SR - HZ - Panambi, etc, etc....sem falar nas competições a nível estadual e nacional, que Dom Hermeto e Setrem participavam...
    Infelizmente com a (aposentadoria) do véio Egon, perdeu-se muito em termos de vôlei e formação de atletas (profissionais e amadores) em Três de Maio, creio que as últimas levas participaram de campeonatos entre os anos de 1998 e 2004, depois disso o incentivo a prática do vôlei entrou em decadência...
    Fica aqui a minha homenagem ao grande profº Egon, sempre incentivador desta categoria.
    Um forte abraço pra ti também Marcel, muito sucesso nesta trajetória voleibolistica!!!
    Abraço.

    Tonho.

    ResponderExcluir
  2. Valeu Tonho, sem contar no teu vô que sempre foi um incentivador através de patrocinio no esporte da regiao. Abracao

    ResponderExcluir
  3. é...é verdade...
    Abraço Marcel, e se aparecer por POA prende o grito....

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente essa é uma realidade no Brasil todo. Os clubes, escolas e instituições tiverem que largar o esporte. Cansaram de dar murro em ponta de faca. Não vejo melhorias para os próximos ano. Não existe política esportiva do Brasil (entenda por público) preocupado com a formação na base. Precisamos lutar na fonte, que pode resolver esse poblema.

    ResponderExcluir
  5. muitos jogadores, hoje profissionais, e alguns jogando superliga saíram daquela região, que sempre foi forte no vôlei, mas que hoje vem perdendo apoio cada vez mais. Joguei por lá por Panambi e tenho amigos que lamentam a falta de campeonatos, não só naquela região, mas também no estado inteiro.

    ResponderExcluir
  6. Ótima iniciativa, pra mim foi uma verdadeira honra ter o Véio Egon tantos anos como técnico. Ainda gostaria de ressaltar que era um grande trabalho em conjunto, a diretoria da Setrem apoiava realmente o esporte, bolsa de estudos e isso não só com volei. Acredito que o Sr. Dilson Mireski também tenha sua parcela de contribuição na historia de sucesso do volei em Três de Maio, rivalidade Dom Hermeto x Setrem não existiria se um dos lados fosse muito fraco tecnicamente (bater em cachorro morto não tem graça).
    Saudosismos a parte aquele abraço...

    ResponderExcluir
  7. Com certeza o dilson teve muito no desenvolvimento do volei de TM. A rivalidade sempre foi sensacional.

    ResponderExcluir
  8. E se Marcel e Reffatti promovessem um campeonato!?

    ResponderExcluir
  9. Olá Marcel...
    Muito legal seu poust! Sou de 86, mas quando criança acompanhava meus pais nas maratonas de vôlei em Três de Maio e região. Sou de Panambi, na época eles jogavam pela Ernesto Rehn, atual Bruning Tecnometal, coordenados pelo meu pai Mario Fensterseifer, que também fora uma grande potência no esporte regional, chegando a competições nacionais do SESI. Jogar e ganhar dos times de Três de Maio e HZ sempre fora uma grande superação, pois realmente eram muito bons. Eu peguei mais a época dos colégios, jogava pelo Colégio Evangélico Panambi, coordenada pelo Prof Zé.
    Hoje também estamos encontrando muita dificuldade de manter uma equipe devido ao inexistentes incentivo de patrocinadores da região.
    Concordo contigo e digo mais, se não houver incentivo para as categorias amadoras de onde surgiram os profissionais?

    Um forte abraço
    Patrícia Fensterseifer

    ResponderExcluir
  10. Respondendo aos comentarios:
    - Eu adoraria promover o que fosse possível e necessário em TM, mas realmente nao tenho tempo disponível no momento.
    - O CEP de Panambi sempre foi um colégio de destaque na região. O trabalho era muito bem coordenado pelo Zé.
    - Em Ijuí o Alex Lenz está com um projeto bem legal, com incentivo publico. Muitas crianças jogando vôlei por lá.

    ResponderExcluir
  11. Fábio Finger " finha "16 de abril de 2011 11:34

    Aí Marcel, realmente, nossa região sempre foi formadora de grandes atletas no voleibol e anda meio ( muito ) esquecida ultimamente, sem falar em quantos e quantos campeonatos estaduais e Jirgs que disputamos, eu, teu pai, o Nene, o Pepe e tantos outros que passaram pelo volei de Tres de Maio, temos um história no volei regional e sentimos muito isto ter acabado, aqui em HZ estamos tentando manter o volei "vivo" e nós como amantes do esporte ainda batemos uma " bolinha " hehehe....abração marcel.

    ResponderExcluir
  12. Fala Fábio, sei bem da força que ainda fazem ai em HZ. Os filhos do Charlao tao tentando jogar mundo afora. Mas é por ai mesmo, no que puder ajudar com o volei dai da regiao podem contar comigo. Abracos

    ResponderExcluir
  13. Alexandre França16 de abril de 2011 22:41

    Ai Alemão, pessoalmente nunca conversamos mas lembro de você quando inicio na Ulbra com o Pacheco e depois com o Marcelo e o Chiquita. Trabalhei lá um ano antes com o Jorginho.Moro na região a uns cinco anos e nesse periodo quase não tivemos competições a não ser a liga regional que no máximo reune 5 times adultos no masculino e uns 8 no feminino.A Setrem esse ano retornou as atividades com o volei de base, estamos no começo mas seria interessante que os times que jogam a Superliga viessem ao interior com fez a Cimed e o Minas no ano passado em Ijui, pois a gurizada que está começando quase não tem acesso aos jogos, e ver pessoal esses atletas ajudaria que novos meninos e meninas comecei a jogar volei dentro das escolas.

    ResponderExcluir
  14. Com certeza a presenca de grandes times promoveria o volei na regiao. Mas eventos como esse sao muito dificeis de organizar. Conseguir dois times com calendario para uma excursao é complicado.
    No ano passado foi possivel, vamos ver como fica para a proxima temporada. Fico feliz de a setrem ter retornado com as atividades. Joguei muito volei pela setrem

    ResponderExcluir
  15. Levar pelo menos dois times como aconteceu ano passado em Pouso Alegre seria uma forma interessante de promover. Mais isso depende do apoio da prefeitura da cidade e a da participação da federação gaucha.

    ResponderExcluir
  16. Excelente texto Marcel o volei tresmaiense não é mais como o nosso tempo, as competições não existem, poucos se importam com as atividades esportivas, as semanas do estudante não existem mais com em media 600 estudantes reunidos no Ginasio do Pacelli com torcida organizada com direito a pon-pons e versinhos!! Isso é muito decepcionante!!! quando saira de novo alguma potência do nosso volei ao mundo??

    ResponderExcluir
  17. Bela observação, Marcel.

    Além de revelar grandes atletas, o incentivo ao vôlei nas escolas de Três de Maio serviu também para moldar o caráter de inúmeros jovens, que mesmo não seguindo a carreira profissional na modalidade, levaram os ensinamentos do vôlei para outras esferas da vida.
    Nesse sentido, quero lembrar o excelente trabalho do professor Dílson Mireski no Dom Hermeto nos anos de 1990.

    ResponderExcluir