sábado, 23 de julho de 2011

Cimed/sky vence o segundo amistoso contra Vivo/minas

Cimed/SKY vence “Duelo dos Tetras”
Um dia após a apresentação do novo elenco para a torcida, a equipe da Cimed/SKY venceu o “Duelo dos Tetras” contra o Vivo/Minas por 3 sets a 1 (25/22, 25/21, 23/25 e 25/23), na noite desta 6ª feira (22/7), no ginásio Capoeirão, em Florianópolis/SC. O equilíbrio das duas equipes fez o placar estar sempre perto.

O técnico Marcos Pacheco teve que improvisar o líbero Badá minutos antes de começar a partida, já que o ponteiro Léo sentiu fisgadas no abdômen e foi poupado. “Conseguimos evoluir muito do amistoso de ontem para hoje. A vitória foi merecida e o que me agrada é começar o trabalho olhando para o banco e vendo quem está de fora apoiando quem está dentro da quadra. Tive colocar o Badá para preencher a posição e considero ele o destaque da partida, já que nos treinamentos a atual posição dele não permite treinar os fundamentos que teve de fazer hoje”, afirmou Pacheco.

Para Badá a posição de ponteiro sempre foi a sua especialidade, mas como está desde abril sem treinar ataque e bloqueio, precisou buscar superar o desafio. “Ontem foi a minha primeira partida como líbero e hoje já tive que voltar para a posição. A dificuldade foi maior por não estar treinando salto e ataque, porque a técnica da posição sempre foi a minha especialidade”, declarou Badá.

Outro jogador que teve preciso exigir um pouco mais do físico para conquistar a vitória foi Giba. Há dez dias sem treinar, o ponteiro chegou ontem de viagem de férias e jogou três sets praticamente completos na partida. “Quero me dedicar ao máximo ao time e estar preparado para ajudar a equipe que me recebeu muito bem. Como os calendários da seleção e do clube exigem bastante na temporada, precisei tirar as férias agora. Tenho certeza que em breve estarei aqui tão preparado quanto estava na Liga Mundial pela seleção e apresentar o meu melhor voleibol para esta torcida maravilhosa”, concluiu Giba.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Time imbatível começa amanhã a busca por título inédito

        A seleção juvenil feminina do Brasil, comandada pelo técnico Luizomar, começa amanhã a disputa do mundial da categoria que está sendo realizado no Peru. As meninas fazem parte do time que nunca perdeu, aquele que escrevi aqui no blog há um tempo atrás. Boa sorte para todos!
        Jogos do Brasil na primeira fase:
Dia 22 - Brasil x Itália
Dia 23- Brasil x Sérvia
Dia 24- Brasil x Cuba

CIMED/SKY convida!!

O time será lançado oficialmente hoje a noite em Floripa. Estão todos convidados!!


quarta-feira, 20 de julho de 2011

Regras do vôlei - Barreira

        Fazer uma barreira, de forma proposital, é uma coisa que não vimos muito aqui no Brasil.      Durante a nossa excursão pela Europa com a seleção juvenil a história foi diferente. 
        Uma das regras do voleibol mundial diz o seguinte:



Regra 12.5     BARREIRA
12.5.1  Os jogadores da equipe sacadora não podem impedir os 
adversários, através de barreira individual ou coletiva, de verem o sacador ou a trajetória aérea da bola.
12.5.2  Um jogador ou grupo de jogadores da equipe sacadora faz(em) uma barreira ao mover(em) os braços, saltar(em) ou deslocar(em)-se para os lados, durante a execução do saque, ou por permanecem agrupados para encobrir a trajetória aérea da bola.


        Observe na primeira foto onde está o sacador. Na segunda onde fica posicionada a barreira. Na terceira mostro a trajetória da bola.




        Montei um vídeo rápido mostrando como se faz uma boa barreira. Nesse caso abrindo mão até de uma boa posição de expectativa, fato ideal para um bom bloqueio. O time em questão é o time juvenil da Sérvia que é uma boa equipe.  A arbitragem também é da Sérvia e nos jogos não marcou nenhuma infração.
video

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Seleção infanto ganha a Copa Panamericana

O Brasil ganhou mais um título com o volei nas categorias de base. A seleção comandada pelo técnico Percy Oncken faturou a Copa Panamericana, realizada no México.
O Brasil venceu seus quatro jogos, na final passou por Porto Rico por 3 x 0, o mesmo placar dos outros 3 jogos. Trouxemos ainda 4 prêmios individuais, temos o melhor atacante, o melhor levantador, o melhor passe e O melhor bloqueio.
Que esse título dê ainda mais confiança para os meninos na busca do título mundial da categoria em agosto na Argentina.

domingo, 17 de julho de 2011

Defesa e as suas variações

        Fechando mais uma série sobre fundamentos vamos falar sobre a defesa. Já escrevi há um tempo atrás que acho o fundamento mais difícil de ser executado, principalmente em paralela.
        Temos vários tipos de defesa, sendo as duas mais comuns a defesa baixa (manchete) e a defesa alta (toque), espalmada. As variações sobre defesa são a defesa com quedas, peixinho ou rolamento, com uma das mãos e até com o peito, afinal o que vale nesse caso e colocar a bola para cima.


        A defesa em paralela é muito difícil, porém com a velocidade do jogo atualmente as coisas tem melhorado um pouco. Digo isso porque acho que quando maior a velocidade de levantamento mais dificil de atacar uma bola em paralela com força. Chamamos muitas vezes esse tipo de ataque de "tirada". Quando for executar essa defesa o jogador deve deixar a perna de fora mais a frente que a de dentro, com o objetivo de jogar a bola para dentro da quadra.
        A defesa em diagonal tem como referência o posicionamento do bloqueio e a maior incidência do atacante. A área é maior que a paralela e por isso normalmente temos dois ou três defensores na diagonal.
        A defesa baixa, normalmente é executada quando o ataque passa direto pelo bloqueio. A defesa alta aparece quando um toque acontece no bloqueio e muda a trajetória do ataque. Com quedas, usamos mais quando o atacante dá uma largada. Os outros recursos de defesa podem aparecer se for necessário.