sábado, 13 de agosto de 2011

Lucarelli é convocado para a seleção adulta

O ponteiro Lucarelli foi convocado para os treinamentos da seleção adulta do Brasil que está em Saquarema.
Depois da participação no mundial juvenil o ponteiro já tem a maior oportunidade da carreira. Boa sorte nos treinamentos.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

O que o futuro reserva para a nossa seleção juvenil

        O mundial se foi! Na verdade 4 anos se foram para essa geração. Foram 4 anos de muito trabalho, onde mesmo com todas as dificuldades a gurizada evoluiu. E todo esse esforço dedicado dará a eles muitas oportunidades daqui para a frente.
        No primeiro ano desse grupo, o Vice campeonato sulamericano foi o primeiro revés. Depois disso uma desclassificação precoce no mundial infanto na Itália carimbou a geração com uma das piores do vôlei brasileiro. Ano passado uma ótima vitória sob a Argentina, esse time Vice-campeão mundial, nos deu o título sulamericano. E a história recente do mundial todos já conhecem. Ou seja essa geração foi somente campeã sulamericana.
        Acontece que tudo isso já é história e o futuro deles deve ser muito promissor, assim como tem sido o de todos os jogadores que já passaram pelas seleções de base e continuaram trabalhando sério depois do ciclo. Porém me preocupo um pouco se eles terão o espaço necessário para evoluir, pois o vôlei brasileiro está inchado, repleto de bons jogadores, mais experientes. Esses jogadores devem ocupar todo espaço nos próximos anos, excluindo bastante os novos jogadores, no momento em que eles maios precisam de espaço.
         Nesses dez anos que vivo o dia a dia do volei profissional sempre acompanhei os novos jogadores dentro dos grupos profissionais logo após deixarem a seleção juvenil, mas dessa vez não serão todos que terão essa oportunidade. E esse panorama deve continuar assim nos próximos anos. Somente os muito bons terão espaço.
         Sabe quantos jogadores muito bons temos em cada seleção? No máximo 3 ou 4, quando o time é bom. E onde os outros jogadores vão jogar?
         O texto todo é para entrar na luta por uma segunda divisão no vôlei brasileiro, melhor que a atual liga nacional. Ou isso acontece ou senão vamos ter problemas sérios no futuro. O mundo todo tem melhores campeonatos que os nossos, onde os jogaodres tem mais oportunidades.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Balanço do mundial juvenil

        Rússia campeã mundial invícta. Esse foi o resultado final do campeonato mundial juvenil. Acho que realmente eles tem o melhor time. 
        Analisando o time russo, esse mesmo time que o Brasil enfrentou há pouco mais de um mês e venceu 3 dos 4 amistosos em plena Moscou,  é muito forte fisicamente. Isso não deve ser novidade para ninguém, mas esse time está mais evoluído que qualquer outro nesse aspecto, ninguém chega perto.
         Com relação aos jogadores o time é equilibrado  em todas as funções. Equilíbrio com alto nível. O Ponteiro Shchadilov , o central Filipov e o levantador Kovalev são os que primeiro devem chegar ao time principal. Eles estão jogando muito bem. O jogo é com velocidade no complexo ofensivo e com observação no complexo defensivo, tudo isso muito facilitado pelo tamanho dos atletas.
         A Argentina está de parabéns, aprecio muito o trabalho desenvolvido pela CT dos argentinos. O time é bom taticamente.Isso favorece os dois sistemas e é assim que eles conseguem se equiparar com os outros times. Claro que tem malícia nos golpes, são expertos, catimbeiros e não desistem nunca.
         EUA e Sérvia fizeram um campeonato de altos e baixos e acabaram não chegando a final. 
         Os destaques individuais premiados são: o levantador espanhol que pela velocidade que joga, mesmo muitas vezes não tem a melhor precisão, acabou sendo o melhor nas estatísticas. O melhor líbero é indiano, joga bem, controla o fundo de quadra como um adulto mostrando experiência. Até acho que ele já é adulto!! O maior pontuador foi o oposto da Sérvia. O melhor atacante e MVP foi o ponteiro russo que eu falei no início do texto e o Filipov foi o melhor no bloqueio. 

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Terminou o mundial juvenil para a seleçao Brasileira

         Terminamos a nossa participação com um quinto lugar. Obrigado a todos que torceram pela gente! 
         Com uma retrospecto de 5 vitórias em 8 jogos a seleção do Brasil não desistiu de lutar em nenhum momento. Mesmo alterando bons e maus momentos, com vários problemas de lesão durante o campeonato o Brasil evoluiu nessa geração e isso dá condição do pessoal começar bem a sua vida profissional dentro do vôlei nos clubes.
         O campeonato será decidido entre Argentina e Rússia, as 16h com transmissao ao vivo do Sportv.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Jogadas combinadas - Between

video
        Essa jogada não é mais muito usada desde que o ataque pelo fundo meio foi efetivamente inserido no jogo. Com um ataque forte pelo fundo meio essa jogada congestiona o setor. Mas aqui no mundial juvenil alguns times vem usando esse tipo de ataque.
        A combinação é a seguinte, a chamada de primeira bola é afastada do levantador (chutada no meio) e o ataque é feito por um atacante que aparece de surpresa entre o levantador e a chamada da primeira bola. O nome se dá também por isso, pelo ataque ser "entre" a chamada e o levantador.

       No ataque, partindo da recepção, Japão e Índia foram os times que mais usaram. Já no contra-ataque até a Sérvia fez algumas vezes.
       No próximo vídeo vou explicar e mostrar a jogada chamada de desmico.

Os quatro melhores do mundial juvenil

        Justo! Eu só posso falar isso. Acho que os quatro times que chegaram a fase final são realmente os melhores. Rússia, Argentina, EUA e Servia. Vou falar um pouco sobre cada time.
        Rússia, segue os padrões dos times russos. Com exceção de um ponteiro menor, o time é grande, joga rápido e bloqueia bem. O levantador e o oposto na minha opiniao são os destaques.
        Argentina, é um time muito jogueiro, bem acertado e que dos quatro que chega a essa fase final é o time que mais defende. Não tem destaques individuais, seu destaque é um volume de jogo incrível.
        EUA, é o time que tem como destaques dois ponteiros baixos mas muito habilidosos, pincipalmente o número 15, chamado Sander além de uma diagonal de levantador e oposto eficiente.
        Servia, campeã mundial infanto com essa geração tem um ótimo líbero, mas os destaques são um ponteiro canhoto e um oposto que pontua muito.
        Que vença o melhor. A briga vai ser grande, pois os times são bem semelhantes.

Seleção juvenil não consegue chegar a fase final.

Não conseguimos! Ontem foi mais um dia de altos e baixos para o nosso time e essa instabilidade não nos deixou seguir na luta pelo título. Durante o campeonato lutamos muito contra os erros nos jogos, sempre que fizemos boas partidas os erros estiveram controlados.
Os indianos tem um time muito leve nas pontas, os jogadores são baixos, saltam bastante e tem uma pegada forte. Os dois centrais são muito grandes e tocam em varias bolas no meio bloqueio.
A vida segue e ainda temos dois jogos pela frente, vamos em busca de um quinto lugar que para quem é acostumado a ganhar parece ter pouca importância, mas para quem está nesse meio, para quem conhece a realidade será um resuLtado importante para nos.

domingo, 7 de agosto de 2011

Brasil joga com a Índia precisando vencer

Com o resueltado do jogo entre Argentina e Servia que terminou agora a pouco com o resultado favorável para o time europeu, o Brasil vai enfrentar a Índia pecisando vencer.
A Argentina já esta em primeiro lugar na chave com 7 pontos. A servia que venceu por 3x2 a Argentina ficou com 5. Se o Brasil vencer por qualquer resultado a Índia estará classificado pelos critérios de desempate do campeonato.
No outro grupo já estão classificados EUA e Rússia.